Pressione "Enter" pra pular este conteúdo

Parlamento francês aprova passaporte da vacina mais restritivo

Os legisladores da câmara baixa do parlamento votaram 215 a favor e 58 contra, abrindo caminho para que a lei entre em vigor nos próximos dias.

A nova lei, que teve dificuldades no parlamento com partidos da oposição achando algumas de suas disposições muito duras, exigirá que as pessoas tenham um certificado de vacinação para entrar em locais públicos como restaurantes, cafés, cinemas e trens de longa distância.

Atualmente, pessoas não vacinadas podem entrar nesses locais com os resultados de um teste recente de COVID-19 negativo. Quase 78% da população está totalmente vacinada, de acordo com o Ministério da Saúde no sábado.

O presidente Emmanuel Macron, que deve buscar um segundo mandato nas eleições presidenciais de abril, disse ao jornal Le Parisien este mês que queria “irritar” as pessoas não vacinadas, tornando suas vidas tão complicadas que acabariam recebendo a vacina COVID.

Milhares de manifestantes anti-vacina se manifestaram em Paris e algumas outras cidades no sábado contra a lei, mas seus números caíram acentuadamente em relação à semana anterior, logo após os comentários de Macron.

A França está enfrentando sua quinta onda de COVID-19, com novos casos diários atingindo regularmente níveis recordes acima de 300.000. No entanto, o número de casos graves que colocam pessoas em enfermarias de UTI é muito menor do que a primeira onda em março-abril de 2020.

Com informações da Reuters

Compartilhe esse conteúdo....
Mission News Theme by Compete Themes.