Pressione "Enter" pra pular este conteúdo

Startups jurídicas recebem mentorias para aceleração

Com a intenção de fomentar o ecossistema de startups e solucionar demandas da área do Direito de forma rápida, criativa e inovadora, foi criado o edital de aceleração de novas ideias 2.0. Trata-se de uma ação da StartLaw, em parceria com a Preâmbulo Tech, patrocinada pela LPBK Advogados, e com o apoio da AB2L – Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs e da The Legal Hub.

O projeto, que está na 2ª edição, se encontra em fase de mentorias até o início de dezembro. São 12 lawtechs, legaltechs, govtechs e escritórios de advocacia inovadores selecionados, que devem passar pela validação e verificação da aplicabilidade das ideias para encontrar uma incubadora e colocar em prática a inovação no Direito.

De acordo com Nícolas Fabeni, cofundador e CEO da StartLaw, seu sonho grande é incentivar o jovem empreendedor a inovar no segmento do Direito para auxiliar o setor a encontrar soluções transformadoras para a gestão da área no Brasil. “Ao potencializar a inovação e o empreendedorismo, além de replicar aquilo que a StartLaw viveu por meio da aceleração que obteve na sua fundação, estamos criando melhorias para os brasileiros do setor da Advocacia, fortalecendo a comunidade do Direito, e gerando ferramentas de desenvolvimento para todo o País”, explica.

Thales Farias, cofundador e COO da StartLaw, acrescenta que o acesso ao conhecimento é significativo para essas empresas decolarem. “O incentivo e a aceleração foram determinantes para a história da StartLaw e, por isso, queremos oferecer a mesma experiência a outros empreendedores conectando-os, gratuitamente, a empresários de sucesso por meio de mentorias. Em troca, queremos sentir aquela energia positiva que as startups têm como marca registrada. É importante reforçar que não temos o objetivo de obter participação financeira em relação às startups aceleradas, entretanto, já temos cinco investidores externos confirmados no pitch day, além de uma premiação às três empresas destaque deste edital.”, ressalta.

São 19 mentores que estão auxiliando no suporte das startups, com a missão de desenvolver as empresas por meio das especialidades, otimizar as operações, gerando benefícios em curto espaço de tempo, além de apoiar nas etapas que as startups passam para obter sucesso no mercado, desde a concepção até a tração, entre eles: Rodrigo Dal Bello (CEO da Autoconf), Felipe Goebel (CEO da Frete Barato), Luis Filipe Rache (Head de Educação e Head de CS na The Legal Hub), Adalci Righi Viggiano (Diretora de Relacionamento Institucinal e Co-founder da LogPyx), Fernanad Matos (Diretora de Operações e Head de CX do The Legal Hub), Nícolas Fabeni (Cofundador e CEO da StartLaw), Thales Farias (Cofundador e COO da StartLaw), Pedro Azevedo (Fundador e CFO da goFlux), Geferson dos Santos (Diretor Comercial na Dipães Indústria de Pães), Marcio Eugênio (Especialista em e-commerce e CEO da D Loja Virtual, Villand e Monnieri), Gabriela Stark (Fundadora da Stark Customer Growth), Gustavo Bernardo (Gerente de Marketing & Digital na Preâmbulo Tech), Anna Mysczak (Analista de Marketing da StartLaw), Helena Pfundner (Designer Gráfica da StartLaw), Michelle Fontes (Customer Sucess da StartLaw), Andréia Cristina Andreatta (Diretora de Negócios na Preãmbulo Tech), Sérgio Lamim (Designer na Preâmbulo tech), Matheus Aguirra (CEO da Zeno – Gestão de Experiência Jurídica), Christopher Toya (CEP da Present Research), e Priscilla Rodrigues (Sócia da LPBK Advogados Associados).

Andréia Cristina Andreatta, mentora, apoiadora e diretora da Preâmbulo Tech, explica que acreditar no mercado de inovação é incentivar que ele se multiplique. “O trabalho que está sendo feito pela StartLaw – ao reproduzir o que o nosso ex-presidente, Maurício Kavinski (falecido em fevereiro desse ano) fez -, ao acelerar essas startups, além de apoiá-los em sua jornada, é um impulso para que as empresas de tecnologia, inovação e gestão estimulem ainda mais o setor, já que a inovação no Direito ainda é carente de soluções e práticas transformadoras”, diz.

As mentorias estão sendo feitas de acordo com a jornada das startups, com os temas: Canais de tração, Dicas para falar em público, Como mensurar resultados, Funil de vendas, Legal canvas, Legal design, Desenvolvimento de cliente e descoberta de mercado, Validação, Marketing jurídico, Oficina de pitch, Ciclo de vida do produto, Pitch e linguagem corporal, Posicionamento de marca, Planejamento estratégico, Validação de MVP e precificação, Inovação, Dicas para escrever ainda melhor, Tração orientada à execução, Perfil de usuário beachhead, Alta performance, Negociação, Mindfulness, e Desenho do modelo de negócio.

As empresas selecionadas e em mentorias são: Be Publicidade (Bruna Moraes Bernardelli), DPO2U (Frederico Barros Santana), Acordos Brasil (Ralfe Oliveira Romero), Futshares (Felipe Abreu Sampaio), Grupo Bv (Caio Sanchez Christino), Crie Atividade (Thiago Santos da Silva), Fcv (Fúlvio Corrêa Volpe), Jobs (Hélio César Pires), e-Lucidate (Marcos Alberto Rocha Gonçalves), Proos (Rodrigo Rubio Colin), Simple Juris (Misael Cézar), e Truster Data Sec (Lucas de Andrade Tiburcio Dias). 

Mais informações: https://thestartlaw.com/edital-de-aceleracao/

Compartilhe esse conteúdo....
Mission News Theme by Compete Themes.